Home

Bati um longo papo com o pessoal do Cinem(ação) um podcast sobre cinema. O tema foi “o cinema que inspira a vida” e, além de filmes, falamos sobre meus caminhos, espiritualidade, fé, e muitas coisas legais. Vale a pena ouvir e baixar

http://cinemacao.com/2014/04/18/podcast-cinemacao-81-o-cinema-que-inspira-a-vida/

Enxergue seus sinais

abril 19, 2014

Sentei diante do computador para escrever um texto que falasse sobre simplicidade, vida, pacificação, gratidão… Parei alguns segundos para que as palavras viessem, como normalmente acontece. Não vinham. Ouvi um suspiro atrás de mim e me deparei com a imagem abaixo. Desisti de escrever. Tudo já foi dito. Aproveite seu dia e enxergue seus sinais ! Fique bem…

GATINHOS

Pequenas mensagens, reflexões, trechos do livro que tem aberto dimensões de consciência em muita gente. Já curtiu a página do Mensagens que chegam pela manhã no FaceBook? Aproveite:     https://www.facebook.com/mensagensquechegampelamanha

capa orelha 1

Nessa Pascoa, de mim pra você. Fique bem !

Você pode ser o melhor dos melhores, o mais sábio, mais forte, mais inteligente, intelectual de primeira, mestre de multidões, aclamado, aplaudido, invejado, referência dos poderosos, no entanto, sem amor, sinceramente, só lhe entorpecerá e será armadilha para si mesmo. Veja o vídeo, é rápido, depois reflita…cuide-se!  (texto do vídeo é parte do livro Mensagens que chegam pela manhã)

 

Sabe, pessoalmente tenho a sensação que um dia enxergaremos tudo a partir de uma perspectiva renovada, não porque as coisas mudaram, mas por terem ficado claras, porque agora enxergarmos, porque finalmente nos livramos de tantas distorções, intoxicações que nos permitimos pela nossa insistência em seguir a manada, dificuldades que não existiriam se não tivéssemos construído uma sociedade tão apressada, tão desconectada, tão infeliz.

Às vezes temos pequenos lapsos de percepção e parece que tudo ficou tão claro, que o caminho iluminou e não há o que temer.

Enfrentamos dores, dificuldades, contradições com coragem, até que lá na frente uma terrível perda, um corte, uma interrupção inesperada nos arranca de onde estávamos, projetando nossas mentes em um calabouço escuro, amedrontador, sob a ameaça que será assim para sempre.

Hora de lamento, de choro, de indignação até que o pranto termine e naturalmente, sem muita explicação, vamos nos silenciando, acalmando, aquietando, começando a enxergar o que não tínhamos visto quando chegamos ali.

Já não está mais tão escuro, há vazamentos de luz, há movimento, há pequenos sinais de esperança, há regeneração e então simplesmente levantamos para constatar que a porta não estava fechada, ela nunca esteve, e que podemos seguir nosso caminho.

Um dia tudo ficará absolutamente claro.

Não me pergunte quando, como ou onde, mas sei que é nessa direção que seguimos.

Até lá haverá necessidade de desconstruir e remover a quantidade de entulhos que insistimos em amealhar, será preciso deixá-los pelo caminho, muitas vezes tropeçaremos em nossa própria pressa, teremos que aprender a prestar mais atenção e nos conscientizarmos que os sinais, os direcionamentos, as placas e mensagens que nos levarão para a dimensão do pleno entendimento e da paz estão espalhadas por todos os cantos, estão nos detalhes, no que é simples, e, muitas vezes, aonde sequer costumamos olhar.

Sei que nem sempre é fácil caminhar, quantas vezes a perna dói, dá vontade de parar, de não ir à lugar nenhum. Mas, confesso, pessoalmente tenho razões para acreditar que não é por acaso, aliás, nada é por acaso, que um dia perceberemos o grau de conexão entre o que chamávamos de “bom” e de “mau”, de “dor” e de “alívio”, de “certo” e “errado” e então, perplexos de felicidade, entenderemos que tudo nos trouxe até aqui, que cada experiência colaborou com a outra e, no caminho, encontramos nossa casa porque encontramos a nós mesmos.

Que essa esperança faça parte do seu dia e o entendimento de que é assim lhe acalme e permita que você simplesmente enxergue. Fique bem.

Esse vídeo é para você que procura respostas. Elas, as respostas, se espalham em nosso caminho e se expressa de muitas maneiras. Você constantemente está exposto ao que precisa saber mas a questão é: você percebe? Costumamos caminhar tão distraídos, tão fixados em nosso ego, tão distantes da simplicidade que muitas vezes deixamos passar os sinais, as lições, as mensagens que chegam quando e onde menos esperamos. Nesse vídeo um chacoalhar de mentes e um chamado a consciência. Talvez aqui, mais uma tentativa de resposta. Não deixe passar.

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

Junte-se a 868 outros seguidores