Jesus Fast Food os spams e compartilhamentos

Primeiro a foto de Jesus com lágrimas nos olhos.

Depois o texto diz mais ou menos assim : “Quando Ele se entregou pensava em você. Ele não teve vergonha e você terá ? Se tiver vergonha delete esse e-mail, mas se não tiver, mande esse e-mail para todos do seu contato colocando no assunto ” eu nao me envergonho de Jesus”  porque uma graça acontecerá.”

Adoro quebrar essas correntes.

Com todo o respeito a quem manda, será mesmo que agora até Jesus entrou na era dos spams ?

Será que ele fica monitorando quem mandou um e-mail ou suas “curtidas” dizendo: “Esse pode abençoar”, “Ihh, deixa esse de fora, quebrou a corrente !”

Não é só “Jesus” que manda spams. Anjinhos, santos, nossa senhora Aparecida… a lista é longa.

Como conceber que, por incrivel que pareça, ainda tem milhares de pessoas que “por via das dúvidas” se impressionam e com medo de não receberem tal “graça” enviam o spam ou compartilham no Face Book ?

Sinceramente não consigo acreditar que alguém se comove com esses apelozinhos que, além de tudo, são de péssimo gosto. Sempre aquela imagem de Jesus chorando, lágrima no canto dos olhos, deprimido, enquanto, com olhar vazio, vê o planeta Terra direto de um cosmos distante.

No entanto essa atitude demonstra uma caracteristica tão comum em nosso comportamento :Quanto mais “fast” melhor a “food”. Agimos sempre na superficialidade das coisas sendo que, quanto menos comprometimento eu tiver, melhor será.

Compartilhar ou enviar um spam com a foto de Jesus já me faz sentir em dia com minha fé, logo não precisarei me incomodar com meu coração. É mais fácil cumprir ritos, por mais banais que sejam, do que olhar para dentro.

Rotule com simbolos, capriche na embalagem, dê uma pitada de emoção e pronto: as pessoas virão sem sequer refletir no que está por trás da mensagem.

Na ânsia pela “graça” vale qualquer coisa !  Do esvaziamento dos bolsos ao emburrecimento do individuo passando pelos compartilhamentos.

É só uma bobeirinha ? Pode ser, mas não deixa de refletir a maneira como pensamos.

Da próxima vez que receber uma corrente dessas, por favor quebre.

Afinal de contas, entre sua caixa de enviados e seu coração, tenho certeza que a opção sempre é pelo coração.

Lembre-se: suas atitudes, por menores que sejam, sempre revelam quem você é.

Pense nisso.

O tempo de Deus

O que chamamos de “tempo de Deus” está intrinsicamente ligado ao tempo que cada um tem para maturar, aprender e assimilar cada situação. Por isso prefiro chamar “tempo de Deus” de “meu tempo”, mesmo que seja um processo incosciente, está muito mais ligado ao tamanho de minha percepção, o nivel de minha maturidade e do quanto estou pronto para dar o proximo passo, do que qualquer outra coisa.

Portas que se fecham

Enquanto caminhamos, portas se abrem e se fecham diante de nós.

É assim com todo mundo.

Quem nunca teve a sensação de que após uma porta ter sido fechada tudo ficou perdido ?

Mas aí o tempo passa, outras se abrem e você percebe que o fechamento daquela te ajudou a caminhar e chegar até a próxima.

Fatalidade ou oportunidade ? É uma questão de escolha.

O sol nasce igualmente para todos e, por mais que partamos de pontos diferentes, todos tem suas oportunidades na vida.

Saber identificá-las pode parecer mais difícil do que de fato é.

Quando nos apequenamos diante das situações acreditando que mesmo inconscientemente merecemos estar alí, fica dificil perceber que em tudo existe uma explicação.

Nossas vidas são reflexos de escolhas e posturas que tomamos em determinados momentos.

Se escolhas erradas tem o poder de causar destruição, por que não seria o mesmo, só que na condição inversa, com as escolhas certas ?

O problema é que escolhas erradas tendem a nos viciar, a medida que despertam em nós sentimentos como auto piedade, medo, preguiça ou covardia, até chegar ao ponto onde acho que é normal sofrer e, já que é assim, me transformo em credor da humanidade.

O próximo passo é a mágoa que se instala como vitimização.

É nessa hora, quando o tratamento deve ser mais radical, que as portas começam a se fechar para que você perceba que com o coração quebrantado e o espírito humilde fica mais fácil identificar as outras que abrirão.

Você pode demorar muito para perceber, mas quando uma porta se fecha, outra sempre abre.

A percepção disso lhe desperta para uma outra realidade onde preguiça, pessimismo, arrogancia ou mágoa não tem espaço.

Se uma porta se fechou, você agirá como quem age diante de uma fatalidade ou oportunidade ?

Talvez seja hora de repensar seus caminhos e com toda a sinceridade repensar se teus passos ao longo da vida te conduziram para onde você sonhava.

Sempre é tempo de mudar.

Felizes os que buscam a sabedoria e entendem que, entre portas fechadas e abertas, existem lições e auxilio para todo aquele que realmente quer, afinal de contas, seu caminho é você quem faz.

Entenda que sofrimento não deve ser aceito como merecimento, uma espécie de carma que lhe pune, castiga e humilha sem explicação aparente.

É como aquela “mulher de malandro ” que no ditado popular diz: ” não sei porque estou batento mas você sabe porque está apanhando”.

O pior disso é quando, por mais que nos incomode, aceitamos o mal a medida que não reagimos diante dele.

Aceito a chicotada porque devo merecer, se a porta fechou só me resta chorar porque a vida é ingrata, se uma oportunidade já não é, vou ficar quieto porque eu nunca conseguiria mesmo.

E assim, de tropeço em tropeço, seguem alimentados somente com o consolo de que “pelo menos todos tem pena de mim”.

Não importa sua idade ou quanto tempo a dor se instalou. Você está vivo e enquanto vive pode alterar sua história.

Que oportunidade perdida para aqueles que não percebem isso !

Reaja, esmurre, chore, xingue, se revolte, mude absolutamente tudo, mas, deixe de aceitar que portas se fechem sem entrar nas que abrem o tempo todo.

Sempre há uma chance ! O que você está fazendo com as suas ?

É uma simples questão de percepção.

Pense nisso.