Meu caminho é o correto?

“Como saber se o caminho que queremos é o correto e que não iremos nos arrepender logo adiante?”

A primeira coisa que precisa saber é: Não há garantias. Nunca há.
Ainda que tenha certeza que determinado caminho levará à algum lugar, como saber o que vai acontecer no percurso?

Não temos o controle, por mais que tentemos, ainda que queiramos, nenhum de nós pode ver cada variável, cada curva chamada de aleatoriedade, as mudanças do vento, do clima, dos cenários, das estações, ora frias, ora quentes, nada é fixo, tudo está em constante movimento.

Nossa tendência é tentar a “segurança” de fixarmos nossas vidas exatamente naquele ponto onde tudo parece perfeito. Mas isso é ilusão. Seria trágico, afinal, não estamos aqui para o conforto da estagnação, mas para o exercício do movimento, da mudança, da transformação. É assim em todas as dinâmicas da natureza, por que seria diferente conosco?

O fato é que nenhum passo é garantido, pelo menos em relação ao desfecho que lhe motivou determinada escolha. Você caminha achando que será de um jeito, então tudo muda, o céu se encobre por nuvens pesadas e a paisagem de sol se transforma em temporal.

Você não irá sempre para onde quer, mas, se estiver atento, se não ficar lamentando, adulando o passado, projetando o futuro, sentindo pena de si mesmo, perceberá que está exatamente onde precisa hoje.

Pode ser que escolha um caminho mais longo, talvez faça algumas voltas a mais, mas elas também são necessárias.

Atalhos geram almas imaturas.

Estamos expostos ao que precisamos e toda inquietude é fruto de nossa resistência ao que contribuirá para forjar maturidade e consciência.

Quer saber se seu desejo é o “correto” ou não?

Pare de sofrer por isso, acalme sua mente e ouça o que seu coração diz. Pacifique-se apesar dos cenários e não condicione sua paz a determinado acontecimento, apenas acalme-se e perceba que viver o que está vivendo faz-se absolutamente necessário hoje. Sua própria resistência é prova disso.

Caminhe conforme sua consciência, preste atenção no caminho, no hoje, no agora.

Pode ser que não chegue onde pretende, pode ser que adiante uma curva, algo que modifique a direção, as intenções, as necessidades e você prossiga feliz para outro lugar que só viu porque estava caminhando.

Não há garantias, apenas a certeza de que nossa caminhada jamais será vã.
Mas isso você só saberá se caminhar.

Siga em paz, não tenha medo e, enquanto anda, as explicações virão. Caminhemos juntos.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s