A linguagem da vida

dsc1350---version-2-3cc2

Tudo na vida é linguagem. O homem carrancudo, inquieto, expressa no corpo a linguagem da alma. A senhora amorosa caminhando com dificuldade, cuidando do neto distraído com as pombinhas na rua, aqueles corpos, aqueles dois, são códigos de comunicação, são mensagens, mas não sabem que são.

A vida tem muitos jeitos de se comunicar. A mata fechada, misteriosa, isolada, fala com a eloquência de cada movimento aparentemente sem nenhum significado. Quando o sol aparece há música, os pássaros ouvem e se alegram. À noite, com a chegada da lua, a Terra inteira fica exposta a uma sinfonia de sons, cantos de bichos noturnos, timbres sutis e constantes invadem o ar e são acolhidos pelo vento que os espalha por todos os cantos.

Quem pode ouvir as lições que o dia ensina à noite? Expressões silenciosas de sabedoria que passeiam pelo ar e pousam no mar, mergulham, visitam os peixes, alimentam os bichos marinhos e sobem, voam baixo sobre águas salgadas e geladas, penetram ondas e se elevam até que as nuvens sejam preenchidas e se dissolvam como chuva que cuida da terra, que alimenta humanos.

Humanos e suas poesias, suas músicas, suas palavras que decodificam parte do que está em todos os lugares. Humanos expostos à comunicação infinita de vida que preenche corpos de carne e sangue e faz com que amem, se expressa em animais, gera perfume de plantas, abastece oceanos, mundos profundos. Tudo na vida é linguagem, mas nenhuma linguagem contém o que é.

Expressões de mistério que chamamos de Deus, de vida, de amor, que tentamos enquadrar em códigos para depois dissecá-los, dominá-los e dizer “agora eu sei”.

Em um canto qualquer do planeta, nesse fragmento de tempo que chamamos de história, enquanto a vida se manifesta multiforme, tons, variações, intensidades infinitas, você lê essa tentativa absolutamente limitada de expressar o que está além das palavras.

Uma mãe abraça e dá um beijo no filho, um gato dorme preguiçosamente, um pássaro leva comida para os filhotes, gente que se despede e sabe que jamais voltará, gente que nasce, que morre, alguém que olha para o infinito e pensa em nada, sente algo que nem sabe explicar, mente preenchida de preocupações, gente que vive e faz parte da sinfonia que não cessa, expressões do que chamamos vida e está em todos os lugares, em cada movimento, em tudo o que existe.

Tudo… linguagem que se expressa em seres que nem sabe que são.

Anúncios

7 comentários em “A linguagem da vida

  1. Boa tarde, Flavio e a todos!

    “Tudo na vida é linguagem, mas nenhuma linguagem contém o que é”…isso simplesmente é complicado…o que então ela contém? Alguma coisa deve conter, nós é que não conseguimos interpretar/compreender essa linguagem, que pode ser simples, mas de uma complexidade enorme. Algumas pessoas acham que conseguiram, passam suas mensagens convictos da compreensão e outros os seguem…simplesmente assim…

    Grata Flavio.

    Maria José.

  2. Oi Maria ! Quando eu digo que “nada contém” quero dizer nada encerra, nada limita, nada se apropria do que é. Nem a linguagem, nem gente alguma. Somos relativos, portanto toda linguagem expressa o que somos. Obrigado por participar ! Fique bem.

  3. Maria José, desculpe-me ser tão entrometida assim, mas não resisto…
    Quando a gente pensa, e depois fala o que pensou, você já reparou que as palavras que disse não transmitiram, ou, transmitem exatamente o que você pensou e pensa?

    Isso não é problema seu e nem de ninguém, embora todos tenhamos os mesmos potenciais, uns mais a flor da consciência e outros que necessitam mais que “a coisa” seja garimpada em nosso interior, mas isso não vem ao caso agora, o que eu quero te dizer é que linguagem são palavras, sons, que por sua vez são símbolos escritos ou sonoros.

    Igual uma bandeira por exemplo, você vê e automaticamente sabe, por exemplo, que é a bandeira do Brasil, mas nem de longe ela explica o que é o Brasil como cultura, gente, apenas faz a pessoa se reportar ao que o brasil possa ser, pois a bandeira é apenas um símbolo que tenta representar tudo o que o brasil é, igual as palavras, que tentam representar tudo o que pensamos naquele momento, ou sobre aquele assunto, ou quem somos.

    O conhecimento amplia um pouco mais o real ( real é uma palavra que vem de realeza, dos reinados onde o rei era “o máximo” o definitivo até a sua morte, portanto diziam “longa vida ao rei”, porque o real dependia do rei que reinava, trocava-se o rei, trocava-se a realeza( o real) da mesma forma o conhecimento, amplia-se a compreensão e altera-se a visão do contexto. Por exemplo : uma criança pode ver um bolo, ao passo que uma pessoa com mais conhecimento pode “enxergar/saber” a sua composição a união de farinha, ovos, açúcar etc… um médico pode enxergar a possibilidade ou não de uma diabete; um químico enxerga que existem vários compostos químicos, como cálcio, ferro; um biólogo pode enxergar vitaminas, proteínas, moléculas; um físico poderá enxergar átomos, prótons, neutrons, eletrons e atualmente na física quântica já sabemos até do que essas partículas sub atômicas são feitas e quais as suas funções.
    … Mas na superfície… superfície é apenas um bolo que igual a uma bandeira, não representa o todo físico e/ou nem o todo emocional, já que muitas vezes o simples bolo representa muito mais do que ele é inclusive em alegria, sabor. festividade, confraternização o bolo é apenas um símbolo, nós também !!!!!!!! somos apenas um símbolo do que somos!
    Gostou?! … do booolo! ou do que somos?….

    beijos
    Mp

  4. Mp, não precisa se desculpar, hoje eu encaro isso como uma oportunidade de crescer…aprendi com o Flavio…kkk…mas, voltando ao assunto…eu compreendi o que vocês estão dizendo sobre linguagem, sons, símbolos, que tudo é relativo e que depende da percepção de cada um, mas ainda me resta um pouco de resistência…mas, grata pelas palavras de reforço…agora, o bolo é de chocolate?kkkk…brincadeirinha…

    Fica em paz e caminhemos.

    Maria José

  5. Ah! e com relação ao conhecimento, tem uma frase bem chocante e necessária da logosofia, que diz: ” O conhecimento amplia a vida. Conhecer é viver uma realidade que a ignorância impede desfrutar.”

    Abraço.

    Maria José

  6. Maria José, Fantástica essa frase, ela é tudo!
    Obrigada a você também por essa pérola
    bjs
    Mp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s