Amor que nos une

War_and_Peace

Os sistemas se colocam em choque o tempo todo. Promovendo conflitos, exacerbando contrapontos, cegando pessoas que lutam por causas que não são humanas, mas em nome de ideias, instituições e símbolos matam uns aos outros, brigam por uma paz que jamais será atingida, pelo menos não desse jeito.

Somente humanos podem promover paz entre humanos, somente um abraço pode promover ao outro o acolhimento prometido por livros,  discursos, doutrinas, políticos, ideias ou ideologias; nada disso é mais poderoso do que um toque, um olhar, gente que se enxerga além das cascas e dos rótulos, mas reconhece no outro parte de si, vinculados, vida manifesta temporariamente em corpos de carne, osso e sangue.

Quem tem coragem para abrir mão das armaduras e, nu, sem nenhum tipo de proteção, expor sua humanidade, revelando ao outro o que lhe habita?

Que entre nós não haja maiores ou menores, nem mestres e discípulos, nenhuma fronteira, nenhum preconceito, nada que se interponha promovendo ilusão de separação. Que tenhamos coragem para sermos humanos, apenas humanos, solidários, disponíveis, pacientes com as falhas do outro porque primeiro reconheceu-as em si mesmo e, desde então, não se sente em posição para ser juiz de ninguém.

A solidariedade humana é subversiva diante da manipulação de consciências e pode ser um poderoso caminho para que sejamos bem mais do que meros soldadinhos amedrontados, combatendo uns aos outros, tentando impor pela via da força, o que só pode ser conquistado pelo caminho do amor.

Amor que nos une, que nos torna humanos, que nos traz de volta para casa.

 

 

 

 

Anúncios

Um comentário em “Amor que nos une

  1. Tudo se passa, como se fosse lá fora, ontem cento e quarenta sei lá,,, jovens de 2 a 14 anos morreram brutalmente? pergunta-se porque as crianças?
    Para que não haja o amanhã…
    Voltar para casa pode não significar o que queremos que signifique, e, talvez seja igual a pegar um ônibus errado, o voltar é implacável demais para nossa curta permanência e o imensurável só tem uma medida que é o tempo, outro implacável!
    Há de se ter coragem de olhar a vida de frente e desentortá-la se for preciso! e isso ocorre a cada instante,mas pulamos o tempo,fechamos os olhos e pegamos o hábito de não acreditarmos em moinhos, imaginamos sempre que estes são de vento…

    Mp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s