Uma carta de gratidão

Sai do ar e fiquei sentado na cadeira. Nem tirei o fone. As músicas não me distraem, as vinhetas, a rádio na minha casa, o computador com mouse de carrinho amarelo, os desenhos do meu filho na acústica. Permaneci quieto tentando organizar dentro de mim as vozes, as mensagens o carinho eloquentemente expresso por tanta gente querida. O programa comemorando 1 ano da web rádio Vagalume foi especial.
Ainda estou na mesma cadeira e agora o microfone está desligado. Me movo com lentidão, com reverencia, em gratidão. Respiro.
Grato pelo privilégio de compartilhar minha humanidade com tanta gente que eu nem conhecia. Por não me esquecer que só crescemos enquanto reconhecemos que há espaço, no caminho, na relatividade, na imperfeição que me torna um perfeito humano.
Grato por ser exatamente quem sou, ainda que falte muito, incompleto, mas a caminho. Por acreditar que é nossa “fraqueza” que nos vincula e não aquela “força” que se transforma em arrogância e sobrecarga, mas o reconhecimento prático e inclusivo de que, apesar de sermos indivíduos com características únicas, é nossa humanidade que nos torna semelhantes.
Para muitos sou um grande herege. Para outros um santo. Sentado aqui na cadeira, quieto, sei que não sou nenhum dos dois: contento-me em ser gente. Um cara que tenta ver e saber o que fazer com isso, que compartilha o caminho e, entre erros e acertos, sente que tem cumprido a mais elevada função que um ser humano pode assumir: servir e ser grato por isso. É um privilégio te servir, mesmo que seja para incomodar.
Obrigado mesmo!
Flavio

1 ano

Anúncios

5 comentários em “Uma carta de gratidão

  1. Não te considero herege nem santo…Sinto um menino lúcido e que quer compartilhar de uma visão inteligente e esclarecida de determinados assuntos. Existem seres que ja vem com aprendizados e, você um espírito experiente , chegou e está fazendo a sua parte.

  2. Querido Flavio, parabéns pelo primeiro aninho da rádio! Acompanho desde o primeiro dia…quietinha!

    Senti você um pouco incomodado pelo fato de ti verem como Santo ou Herege, não sinta-se assim, pois acredito que as pessoas que ti veem dessa forma, AINDA não entenderam a mensagem que você transmite, só quem consegue ver o ser humano por trás da mensagem, não julga, não classifica, não compara, não iguala…enfim…simplesmente reflete sobre o sentimento que ocorre quando compreende a mensagem, seja dor, alegria, desconstrução, construção, expectativa, liberdade, não importa, o que importa de fato é que a mensagem nos provoca, nos sacode…ACORDA…e quem vê santidade/negatividade nelas é porque ainda estão profundamente condicionados, mas, cada um tem seu momento e a desconstrução é sempre dolorosa, por isso precisamos de apoio e compreensão…e os vagalumes que andam por toda parte desse planeta, tornam a jornada mais leve, porque VAGALUMES, são todas as formas de vida existente nesse universo, que de alguma forma transmite luz a nossa consciência.

    Eu sou muito grata por sentir a luz transmitida por você Flavio…Abração!

    Maria José 🙂

  3. Meu querido Amigo! Já passou um ano? Inacreditável… realmente a vida é um lapso do tempo… a sua ajuda foi imensurável !
    Você não afastou as pedras do meu caminho, mas me amparou todas as vezes que elas se fizeram presentes…
    Fico feliz por você, pelas suas realizações, pela sua paz de espírito, pelos que convivem com você…
    Parabéns menino! você é muito lindo!

    ORA… ORA… eu estava falando de alma…..

    …mas pode se sentir convencido, eu deixo!!!!!!!

    Mp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s