Qual o sentido da vida?

Há milhares de anos filósofos, religiosos e cientistas tentam responder qual o sentido da vida. Há muitas explicações, muitas tentativas, mas nunca haverá contundência definitiva enquanto a pretensão for encontrar uma resposta absoluta, que se encaixe para todos. O sentido é pessoal. Reflexo da somatória de significados cotidianos que se projetam no caminho. Para mim o sentido da vida agora é escrever esse bilhete para você. Depois? Depois descobrirei. Acho que todo sentido da existência se projeta no agora, no lugar onde vivo, no olhar que sou.

Anúncios

4 comentários em “Qual o sentido da vida?

  1. Grande colocação sua Flávio ao tocar sobre essa questão que sempre foi uma farpa no pé do ser humano desde que ele começou a tomar consciência de si e do contexto onde ele está inserido – Qual o sentido da Vida. – Legal! muito bom.
    Por falar nisso, hoje assisti uma palestra inédita no YouTube do Prof Laércio Fonseca discorrendo sobre o Tema “Lívre-Arbítrio” que , dentro de um certo relativismo , achei válida e sobre alguns aspectos bastante considerável. – Se quiser verificar fica aí a dica.
    Abraços

  2. … A vida como tudo, não tem nenhum sentido, tem energia, possibilidades e
    probabilidades, o resto é decorrência, encontros e desencontros, acertos e incertezas, encantamentos e expectativas.
    Sabemos que temos conexão psicofísica com o universo, que podemos nos distinguir como ínfimas partes, que se organizam numa totalidade cósmica, porém não podemos esquecer, que mesmo assim somos vencedores, únicos, temporais e insubstituíveis.

  3. Adriano, peço humildemente licença para dar um pitaco… caso não me conheça, será um pitaco inconveniente seguramente… mas não resisto:

    – Ele o palestrante, começa muito bem a sua palestra, mas depois envereda numa descrição de idéias da idade média, onde a visão do universo é a visão geocêntrica de Ptolomeu onde a terra é o centro ( e aí o palestrante coloca o homem sobre a Terra) depois ele o palestrante descreve os planos que, na idade média povoava as mentes dos indivíduos e poetas, esses planos eram a lua e os planetas incluindo o sol, e assim os descreve um a um :
    lua o antiparaíso
    Mercúrio regido pelos arcanjos e é destinado aos que praticaram boas ações visando mais as recompensas.
    Vênus acolhe aos que muito amaram
    Sol reuni os sábios
    Marte reúne os sábios, as altas virtudes, os que militaram arduamente na fé
    Júpiter governado pelas dominações, gozam os espíritos justos
    Saturno é o trono dos espíritos contemplativos e místicos
    e por último as estrelas fixas onde rege a inteligência motriz , os querubins , é onde estão os espíritos triunfantes.

    Eu penso que essas idéias fictícias acima e que tem uma leve semelhança com o que o palestrante repassa, foram a realidade das idéias do coletivo de uma época anos 1.500,ou seja, já se passaram 5 séculos, podem hoje serem traduzidas de maneira mais científica, o que não negaria de forma alguma, a existência de um Deus (resumindo na palavra Deus todas as filosofias e religiões e entidades e deuses…) muito pelo contrário, conhecendo o universo de forma concreta, cientificamente, o Deus ou a entidade criadora que seja, é muito mais magnífica, estupenda, criativa que qualquer cérebro humano possa imaginar! Pois este Deus estaria antes e seria responsável por tudo!
    Fique bem, como diz o Flávio.
    abraços
    Mp

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s