Miragens

Já reparou como poucas vezes lidamos com a realidade? Construímos e alimentamos nossos fantasmas e passamos a vida combatendo o que não existe. Eles se escondem no passado, se projetam no futuro, mas não conseguem assombrar o presente, desde que você esteja aqui.
Passamos a vida inteira entre miragens recusando a ideia de que basta acordar. Sabe aquele sonho ruim interrompido quando você entende que sonha e abre os olhos? Faça o mesmo.
Flagre-se durante o dia, observe o quanto anda distraído e aceita os condicionamentos mentais. Os fantasmas somem quando perdemos o medo. Eles se alimentam das sombras que cultivamos dentro, de nossa distração, de nossas resistências culposas.