A matéria prima da inspiração

Uma das razões da permanente tensão entre ciência e religião é que depois de um tempo, o que era posse exclusiva de uma é revelada por outra. Quantos eventos naturais considerados milagres foram depois explicados com cálculos e fórmulas relativamente simples ? Quantas situações inexplicáveis hoje, amanhã serão matéria de ensino fundamental? Há tentativas de unificar ciência e fé, tanto é que a maioria das religiões mais modernas não se assume como tal, mas explicam-se “ciência”.
Tanto a ciência como a fé, podem ser jeitos diferentes de interpretar a mesma coisa. São linguagens.
O mesmo para a música, a poesia, a filosofia, o amor… Linguagens condicionadas as frestas de onde vemos. É como se tudo já estivesse por ai, no ar. Todas as informações acumuladas pelo pensamento humano, o que sabemos, o que ainda não sabemos, todas as músicas em estado bruto, toda poesia que não encarnou em palavras, todo insight que sequer aconteceu, cada fragmento de sabedoria espalhado pela vida e conectado a cada célula de nossos corpos.
Nossos corpos são expressões do que é. Uma criança no berço carrega todos os códigos e mistérios da natureza. Aquelas duas na foto antiga viveram sem saber: são maquetes do universo. Tudo o que fizeram, tudo o que pensaram, inclusive a brincadeira na praia, eram jeitos de manifestar-se como tal.
Há verdades no ar, ciência adormecida nos oceanos, sinfonias no por do sol, a matéria prima que virará inspiração interpretada pelos olhos de quem vê.
Nem a ciência, nem a religião, nem filosofia alguma, nem a arte, nem a literatura, nem a música, nem ninguém são expressões definitivas da verdade. Somos linguagens e quanto privilégio há nisso!
antiga3
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s