A história da Maria – Por Simone Sgorla

A história da Simone Sgorla e da Maria que eu li hoje cedo na rádio:

Conheci uma pessoa incrível mês passado, a Maria, 47 anos, uma menina.
Maria não tem prateleiras cheias de livros, ela sequer sabe ler…
Maria nem sabe usar o celular.
Ela teve 4 filhos, sendo que 2 “Deus levou” em um lapso de tempo de menos de 5 anos… um com 14 e outro com 16 anos, o coração deles simplesmente parou… doença genética.
Maria casou forçada aos 17 anos, a mãe arranjou o casamento, ela não queria mas aceitou.
Apanhou muito quando era criança, sua mãe morreu quando ela tinha 1 ano e meio, e foi criada pelo pai e madrasta, em um ambiente de muita pobreza, porém nunca passou fome.
Conheci a Maria em um passeio destes de cachoeira que eu vou, ela foi no lugar do filho Daniel que não pode ir. Foi o primeiro passeio da vida dela…
Ao chegar no estacionamento às 6 da manhã ela estava chegando no mesmo horário que eu, junto com o casal que a levou, eles nem me olharam. Mas Maria ficou me olhando com um sorriso gigante, como se me conhecesse há muito tempo…
No passeio, Maria chegava nas cachoeiras e já ia tirando o tênis , entrando na água e rindo feliz, enquanto a gente ficava tirando fotos para postar no facebook…
Maria nunca ouviu falar nos mestres da moda, nem o Flavio Siqueira… nem fez todos cursos, terapias, treinamentos pessoais para ser esse ser iluminado que ela é. Ela vive na roça com o marido que aprendeu a amar e que a ama e respeita profundamente, e com uma filha que de 20 anos que ajuda no trabalho puxado, muito puxado, com gratidão. Eles agradecem à Deus, do jeito que eles entendem Deus, da religião que seguem. E não tive como contestar sua existência lá, apesar de tudo que sei fora das caixas da religião…

Fui na casa da Maria neste final de semana e constatei que lá habita o amor, não tem como não sentir, um amor profundo entre eles da família e pela vida que têm. E Eles não têm nada deles, são empregados, chacreiros, mas ao mesmo tempo têm tudo. Vivem em uma abundância total que nunca vi na minha vida em famílias abastadas. Tudo que a roça dá ela transforma: goiabas em goiabada, banana em doce, bambu em comida (broto). Nunca compra roupa pq ganha muitas, e não se importa em usar roupa usada. O excedente ela doa ou vende e compra panelas para fazer seus doces.
O filho que está vivo tinha o mesmo problema do coração dos outros que morreram, e ela precisava de 50 mil reais para colocar um disfribilador para que ele não morresse tb. E Maria não tinha esse dinheiro. O patrão dela pagou tudo!!! e paga até hoje todo tratamento.
Maria vive em ABUNDÂNCIA, verdadeiramente, integrada na vida, tudo que ela precisa chega até ela e sua família. E apesar de uma vida de tanto sofrimento está sempre sorrindo e agradecida.

Sabe Flávio, desde que conheci a Maria algo ruiu dentro de mim… acabou de ruir junto com as desconstruções que começaram ano passado quando comecei a te ouvir.
De tudo que já li e ouvi, de gente de tanto conhecimento, nada está sendo mais ELOQUENTE (como vc diz) como o exemplo de vida dessa mulher.
E percebi o quanto precisei buscar para nem chegar perto da sabedoria simples e nata da Maria…
E perto dela me calo, e aprendo.

Maria me tocou na viagem das cachoeiras quando falou: “a gente precisa deixar a felicidade acontecer.”

* Na foto, a Maria

12063516_1071013722961936_8105266263441679881_n

Anúncios

3 comentários em “A história da Maria – Por Simone Sgorla

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s