Quem tem a verdade?

O tempo é um fragmento do infinito. A eternidade contida em uma capsula dimensional, uma caixa onde existimos.
Nós somos seres do tempo.
Vivemos uma cronologia de experiências e pensamos de forma linear: passado, presente, futuro.
Creio que é por isso que não temos acesso ao que poderíamos chamar de “verdade”, pelo menos não em absoluto.
Nenhum absoluto cabe na gente a não ser que se fragmente (como nós e nossas linguagens).
Logo, toda tentativa de absolutização humana é uma violência contra nossa própria natureza.
O que chamamos de “verdades” são fragmentos, vistos a partir da perspectiva que somos; um ponto em movimento que vê parte do que jamais poderá ser visto na totalidade enquanto existirmos no tempo, fragmento do infinito. Wonderful-Hd-Space-Scene-HD-Wallpaper
Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s