A beleza do caos

metroclima2112e
No começo do ano houve um poderoso vendaval em Porto Alegre.
Lembro daquele momento, enquanto acontecia, a cidade sem luz, um vento louco, eu preocupado que a janela da sala explodisse (como aconteceu em tantos lugares), segurava o vidro mas não deixava de contemplar a beleza do caos.
As telhas do prédio tinham sido arrancadas e todas as entradas de luz do meu apartamento viraram cachoeira. Era difícil, mas havia beleza naquilo! Por mais esquisito que pareça, há beleza no caos!
Na hora quase não vemos, nos preocupamos com as consequências, mas depois há tanta coisa mudada, tantos rearranjos que jamais imaginaríamos e que não aconteceriam de outra forma.
No dia seguinte ao vendaval sai e vi árvores arrancadas, muros caídos, um caos realmente mas sinto que as pessoas ficaram mais fortes, a cidade cresceu e desenvolveu outros aspectos como a solidariedade, por exemplo.
Quando você viver a experiência de um vendaval em sua vida, ao invés de lamentar, tente enxergar a beleza do caos.
Caos que promove a dor necessária para tantas curas, os movimentos tão violentos, mas que sempre nos tira de uma zona de conforto qualquer e oferece novas chances de mudarmos o jeito de ver. Depois que a calmaria se restabelece fica evidente que algo aconteceu. Agora não vemos mais daquele ponto. Nos movimentamos e a perspectiva mudou. E como é lindo quando isso acontece.
Anúncios

2 comentários em “A beleza do caos

  1. Isso é a mais pura verdade, mas tem que ter uma certa frieza para discernir os fatos e se fortalecer com isso.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s