Nossas causas

Há muitas causas que valem nossos combates. Há razões para nos posicionarmos politicamente, socialmente, ambientalmente… Há injustiças, há conspirações, há situações que ouvimos falar e ficamos pensando como homens podem ser tão cruéis. No entanto nada vale nossa paz e nenhuma causa deveria criar hostilidades. Pessoalmente não acredito em combates que não partam de um olhar equilibrado e uma mente pacificada.

Ambivalentes

Hoje de manhã, na rádio, falei sobre o perigo do olhar polarizado. Aquele que me faz ver no outro somente o bem ou somente o mal, como se pudéssemos ser apenas uma coisa ou outra. Nenhum de nós é uma coisa só, somos bem mais complexos do que gostaríamos de admitir. Não reconhecer nossas próprias contradições é uma das razões pela qual às vezes aderimos as maldades de gente que usa o “bem” para justificá-las, criando um ambiente cada vez mais fundamentalista, mais polarizado. Veja a história, olhe para os lados, examine-se e perceberá. Esse comercial histórico da Folha de SP, eleito um dos 100 melhores de todos os tempos, ilustra isso muito bem.