O som do silêncio…

Naquele tempo, os barulhos de dentro dissolviam-se na interação com a natureza que compunha quase todos os cenários. Eram homens e mulheres como nós, apenas menos expostos às luzinhas, aos estímulos incessantes. Fico pensando em quando Schubert compôs essa maravilha. Como estava o céu? A temperatura? Que sons vinham do lado de fora? O que as pessoas na redondeza faziam? Como passou aquela noite? Independente de qualquer coisa, nele havia silêncio, e o silêncio casou-se com a música,e a música promove quietude. Quietude nessa era de tantos ruídos…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s