Desaprendendo

Tenho tentado aprender a desaprender. Na imaturidade tudo parece fixo, definitivo demais e a impressão é que parte de nossas lutas é encontrar, e depois provar, a verdade absoluta, seja lá qual for. A serenidade do tempo relativiza esse sentimento e torna nossas verdades mais fragmentadas. Nessa hora você entende que precisa desaprender o que tinha certeza saber, para que novos espaços aconteçam e, neles, aprendizados que não imobilizem, mas provoquem o movimento.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s